Tuesday, 28 April 2009

Matéria para Notícias do Dia - Inadimplência


“As ofertas sedutivas do comércio e a facilidade de adquirir bens de altos valores, têm colaborado para que o número de inadimplentes aumente o cada ano no Brasil.”
É o que diz Márcia Ilha, Gerente de Soluções da AEMFLO-CDL do município de São José.

O país em um panorama geral apresenta índices nada animadores quanto aos números de pessoas cadastrados no SPC e SERASA, mas em meio a tantas tempestades, o município de São José vem se destacando, aumentando as vendas do comércio e o crédito do consumidor. Só no ano de 2008, o município teve a retirada de 84,3% dos devedores e incluiu apenas 35%. Os devedores geralmente não têm um perfil definido, são de todas as classes e dos mais diversificados segmentos, os setores mais atingidos pela inadimplência ainda são os de materiais de construção, veículos e náutico.

Uma grande parte também está concentrada nas lojas do varejo, que comercializam eletromésticos e eletrônicos. Os juros altos e abusivos são as maiores dificuldades encontradas pelos consumidores, quando decidem quitar suas dívidas. Roberto Paiva, vice-presidente da AEMFLO-CDL de São José, diz que a indústria vem aumentando a produção e sentindo de imediato os reflexos dessa baixa dos saldos devedores.

“As táticas implantadas pelo comércio para diminuir o índice de dívidas são simples: estimular as vendas á vista e investir nas compras conjuntas através do cooperativismo ou do associativismo entre parceiros comerciais” afirma. No momento em que a crise mundial afeta vários setores da economia, muita gente entra no vermelho e sente na pele os efeitos causados por ela. De um lado, alguns depois de muito esforço, têm limpado seu nome na praça, e de outro lado, muitos entram no descrédito.

Segundo um estudo feito pela empresa TeleCheque, o índice de inadimplência no Brasil teve uma alta de 3,5% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, o estudo estima que este ano o país tenha um dos maiores índices desde 2000, chegando a uma alta de 5,4%. Comparando-se aos índices nacionais, o município de São José tem motivos de sobra para comemorar.

Por Ben-Hur Scheidt para Notícias do Dia.

Acessos

Search