Sunday, 21 June 2015

A minha, a sua, a nossa geração

Ja fomos todos crianças, agora um pouco mais velhos, 
A gente vai  desvendando a vida que muitos faziam misterio.
Determinado, falando mais alto ou correndo calado.
A gente nao desiste enquanto a bola ta no gramado, 
Temos o poder de se regenerar a cada batalha. 

Final ou começo a gente mistura, 
A gente comete mil loucuras  
Somos assim mesmo, meio sem juízo, 
A gente nao tem medo do risco, 
E muitas vezes pagamos o prejuízo, 
Mantemos o equilibrio entre o corpo, mente e coração. 

A gente nao tem medo do suor, 
Independente do dia a gente faz mais e melhor.
A gente erra, acerta, da cabecada, e ainda da risada 
Sabendo que o amanha ainda espera por vir. 

A gente ouve, a gente fala, se lagrimas rolam e a voz se cala, 
Uma musica nos embala, e nos transita entre os dias quentes e os dias frios. 
Aprendemos a sorrir ate mesmo quando triste,
Ressurgimos das cinzas que nem existem, 
Nos reinventamos e retomamos a direção. 

No final ou no começo, aprendemos a pular e escapar do tropeço, 
A gente encaixa novamente a vida dos trilhos.
A gente aprende a viver, a gente fica mais esperto, 
Muda o tom da voz,  o papo fica reto e a gente segue, segue, segue…
As vezes sem saber onde vamos parar…

O tropeço pode criar uma pausa, 
A gente redesenha a caminhada,
Uma nova rua, uma calcada, 

Assim seguimos em frente, fortes renovados, confidentes. 
 Mais sabios, ousados mas coerentes, 
Nao importa quem e nosso presidente
Nossa nacao, ou grade descendente,
Em qualquer cidade ou continente

O sonho esta em nossa mente,
A gente faz acontecer. 
De frente pra tras, ou de tras pra frente. 
Essa e a minha, a sua a nossa geração. 

Acessos

Search