Thursday, 12 April 2007

O dia de amanhã

Hoje é o dia de pensar e sentir.
É o dia de afogar o pranto.
É o dia de sentir o tempo
De sorrir com a alma

Fico pensando nesse momento
O que farias nessa hora ?
E em minha mente a pergunta
Que não cala:
- Terei você ?

Lembro-me dos dias que passamos juntos
Dos domingos de riso e choro
Do calor eterno dos teus braços

Mas não me contento em apenas lembrar
Queria ter o privilégio de dominar meus pensamentos
E num sopro de verdade dizer pra mim mesmo
Que queria te esquecer
Poderia até controlar o tempo
Mas meus versos, há esses versos.
Incontroláveis versos,

Surgem como dizeres da alma,
Que nesse momento falam não apenas
Do passado mas me fazem
A pensar em ti no futuro.

Scheidt

Acessos

Search