Thursday, 17 September 2009

Infra Estrutura

Faltam obras

Os moradores da Praia do Sonho, ao sul de Palhoça, esperam por tempo melhorias nas ruas do bairro. Um dos pontos mais visitados de Palhoça, a comunidade tem ruas intransitáveis, que atolam veículos e prejudicam a população.Muitos buracos escondidos pela água da chuva danificam os carros que tentam passar no local. A lama impede a passagem dos moradores, que dão uma grande volta para chegar às suas casas. O proprietário de um parque aquático que fica na localidade, Afonso Leal, 40 anos, teme fechar o seu estabelecimento na próxima temporada devido ás más condições das ruas. “Se não houver melhoras, a intenção é fechar o parque, e esperar até que se resolva” disse Afonso.

Junto com alguns funcionários, ele mesmo tenta fazer a manutenção da rua que liga o parque ás cabanas de hospedagem. Com um carrinho de mão, ele despeja aterro na tentativa de amenizar os buracos. Ele afirma que na última temporada deixou de alugar as cabanas que possui nos fundos do parque, por que não tinha como passar na rua.

“Os turistas chegavam e não queriam passar com o carro”, completa. Ele ainda afirma que turistas que faziam as reservas pela internet, acabavam desistindo da locação devido ao difícil acesso. A rua que dá acesso principal a pousada não passa carros, devido a grande quantidade de água e barro, que causam atolamentos. “É uma pena um lugar como esse, ter essa infra-estrutura” conclui Afonso.

Morador afirma que Diretor de Obras é incapacitado para o cargo

O irmão de Afonso, o comerciante Claudionor Leal, afirma que o Diretor de Obras do Sul, Quintino Gonçalves, o “Tininho”, esteve no local verificando a situação. Claudionor diz que devido a desentendimentos com moradores, Tininho, deixou as ruas sem reparo, e afirma que o diretor não tem instrução suficiente para assumir o cargo.

Segundo Claudionor, Tininho, afirmou que não tinha máquinas disponíveis para fazer a manutenção na localidade. Mas na mesma época, uma máquina da prefeitura despejou aterros e reparou uma propriedade particular.
Os irmãos voltaram a fazer contato com a secretaria de obras do sul relatando o caso, e afirmaram ser totalmente desprezados pelo diretor e também vereador Tininho. Segundo os irmãos, Tininho disse que “se dependesse dele, os dois morreriam atolados na lama”.

Secretaria de obras do sul admite não ter usado máquinas da prefeitura

O vereador Tininho Quintino, admitiu que as máquinas utilizadas, não eram da prefeitura, e sim de uma empreiteira, contratada por particulares. Tininho ainda diz que não houve aterro para terreno particular, e as máquinas da prefeitura estão paradas para fazer manutenção.O diretor afirma que o aterro teve de ser implantado no terreno, para dar espaço de trabalho para a máquina, e completa “Aqueles entulhos são sujeiras que foram recolhidas, e não poderia ser utilizado para tapar buraco das ruas”.

Acessos

Search