Saturday, 3 October 2009

Jiu Jítsu

Carangueijão sedia Catarinense de Jiu-Jítsu

O ginásio do Carangueijão em Palhoça foi palco neste último sábado, da 3° etapa do circuito catarinense de jiu-jítsu. O evento atraiu mais de 200 atletas que disputaram as categorias mirim, infantil, infanto - juvenil, juvenil, adulto e máster.A abertura do evento ocorreu ainda na parte da manhã, se estendendo até o final da tarde do sábado. O evento foi aberto para todo o sul do país, atraindo competidores de várias cidades.

Os irmãos Pedro Henrique, de 6 anos e, João Victor de 8, vieram acompanhados de seus pais para participar do campeonato. Há um mês na academia de jiu-jítsu, é a primeira vez que eles participam de uma competição. Segundo Fábio Cestari, pai dos meninos, o esporte ajuda na educação, além de trazer oportunidades para o futuro.
O professor e atleta, Marcos Túlio, afirma que as crianças que iniciam cedo na modalidade, têm grandes chances de se tornarem atletas em nível de olimpíada.

Projeto Arte Suave
O projeto Arte Suave ensina jiu-jítsu para crianças e jovens de 7 a 17 anos, que devem estar matriculados na rede de ensino pública, além de residir no município. No próprio ginásio do Carangueijão mais de 25 crianças participam das aulas, na Associação João Paulo II, no bairro Ponte do Imaruim, outras 30 crianças participam das atividades.

Marcos Túlio é responsável por ensinar jiu-jítsu para mais de 50 crianças no município, através do Projeto Arte Suave que foi implantado há cerca de dois anos. “Palhoça tem um potencial enorme no esporte, já revelamos atletas campeões brasileiros como o jovem Gustavo Veríssimo, de 17 anos, e outros com Edson da silva e Nelson Martins”, disse Túlio.

O projeto está no segundo ano, e é feito em parceria com a Secretaria de Esportes e a Federação Catarinense de Jiu-Jítsu. “Tudo que estiver ao nosso alcance, iremos fazer” disse João Carlos Amâncio, secretário de esportes. “Vamos apoiar e incentivar, e se precisar vamos atrás de recursos” completou.Marcos Túlio, coordenador do projeto Arte Suave diz que a maior necessidade para dar seqüência ao programa são os quimonos, pois a ,maioria dos alunos são de famílias humildes e o projeto não disponibiliza de muitas verbas. “Nem todos os alunos tem condições de adquirir a sua roupa. Nós gostaríamos que as pessoas abraçassem essa causa” termina Túlio.

Prefeitura deverá investir mais em esporte
O presidente da Associação Catarinense de Jiu-Jítsu, Carlos Batista, também esteve presente no evento, e disse que Palhoça tem capacidade para sediar eventos de dimensões internacionais.Dauri Borges, diretor de esportes de Palhoça diz que tudo que envolve esporte ajuda na divulgação e desenvolvimento do município.
“Estamos trabalhando forte em cima de todas as modalidades esportivas, sem dar preferência pra esporte nenhum, a fim de desenvolver o município em várias modalidades”, disse Borges.

Acessos

Search