Wednesday, 7 October 2009

Vigilância

Monitoramento eletrônico não sai do papel

No ano passado um projeto para o monitoramento de segurança eletrônica, foi enviado à câmara de vereadores de Santo Amaro. A intenção era instalar 12 câmeras de segurança nos locais de maior movimento do comércio a fim de coibir a criminalidade. Quase um ano depois de aprovado pela câmara, o projeto ainda não saiu do papel.
Santo Amaro da Imperatriz faz parte do sistema de monitoramento urbano, encabeçado pela Secretaria de Segurança Pública do Estado. Quase um ano depois da aprovação, os lojistas e policia da cidade ainda esperam a instalação dos equipamentos.
Segundo o Sargento Pedro Miguel da Silva, da policia militar de Santo Amaro, a central de monitoramento das câmeras seriam implantadas no próprio batalhão da PM, mas até agora nenhuma instalação foi feita.

Lojistas pedem agilidade

O diretor executivo da CDL de Santo Amaro, Fábio João Turnes, diz que os documentos da aprovação foram enviados para o secretário de segurança do estado, Ronaldo Benedett, ainda no ano de 2008.Turnes diz que os comerciantes locais acabam cobrando respostas da CDL, e diz que seria bom se a Secretaria de Segurança Pública Estadual agilizasse a instalação dos equipamentos. “Muitos comerciantes estão desacreditados e estão investindo em segurança privada”, diz “É fundamental o auxílio da tecnologia para trabalhar com a segurança dos lojistas”, completa Turnes.

Verbas foram cortadas
Segundo o Major Cleres Alberto Steffens, coordenador do projeto de monitoramento eletrônico na Grande Florianópolis, a diretoria da secretaria de segurança do estado, ainda está em processo de licitação de verbas com o Governo Federal e Estadual. Steffens diz que devido às últimas urgências do estado, devido às últimas catástrofes, o governo estadual cortou verbas para aplicar em questões mais urgentes. “Esperamos instalar as câmeras em Santo Amaro até o início do ano que vem”, disse Steffens. Além de Santo Amaro e da capital, os municípios de São José, Biguaçu e Palhoça também estão incluídos no projeto de monitoramento eletrônico.

Acessos

Search