Monday, 9 November 2009

"Eu ainda vou morar num veleiro"

A cada dia morando na beira do mar aprendo mais e mais lições. Um simples olhar clínico e um pensamento bem elaborado em algumas velas fazem você mudar o ciclo e a história da sua vida. Bem dizia Lulu Santos "Navegar é preciso" - acho que; acho não, tenho certeza que é uma das maiores artes que podemos aprender na vida- Velejar não é pra qualquer um, muito menos morar em um barco.

Não é para os mais inteligentes, para os mais fortes e, sim para os mais disciplinados. O mar ensina uma lição que muitos levam anos para aprender. A disciplina. É em alto mar que o homem se faz homem, e vê que a vida não depende somente de dinheiro e da sua auto-suficiência. É preciso agir em equipe, de forma disciplinada ou se não você afunda toda a embarcação.

Velejar amplia o modo de visão que nós temos da vida. Velejar é como viver, mas não basta querer velejar é preciso aprender, assim como a vida. Você precisa criar um roteiro, onde vai e o que quer. Estudar os prós e os contras, as surpresas e emergências que podem acontecer no meio do trajeto, e estar preparado para isso.

Você então navega, e diariamente confere seu roteiro pra ver se não se desviou do caminho. Nem sempre as águas são calmas e claras, por muitas vezes navegamos por águas furiosas e escuras. Pode ser que uma grande tempestade lhe tire fora de rota, assim como acontece muitas vezes na vida terrestre. Mas só depende de você achar o caminho de volta. Alguns desistem e acabam voltando, outros se desviam do plano original e acabam perdidos no meio do oceano, alguns chegam ao naufrágio achando que alguém virá lhe resgatar.

Os verdadeiros marinheiros da vida resolvem encarar o desafio e seguem em frente, podem alongar uma parte da rota mas, nunca mudam seu destino final. E assim velejar, navegar, o que seja; ensina a viver, ensina a disciplina, motiva a coragem e a certeza que os sonhos podem ser realizados mesmo depois de grandes tormentas.

Por Ben-Hur Scheidt. 09-11-2009

Acessos

Search